© FEMODA/MT Todos os direitos reservados. 

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Femoda chega à 8ª edição e antecipa tendências da Primavera-Verão para MT

07.08.2019

 

A temporada de compras das coleções Primavera-Verão em Mato Grosso foi oficialmente aberta nesta sexta-feira (2 de agosto), com a 8ª edição da Femoda-MT, feira de calçados, acessórios e confecções, realizada pela Associação dos Representantes Comerciais de Mato Grosso (Assorep-MT). O evento voltado aos lojistas prossegue até domingo (4), no Cenarium Rural, em Cuiabá, e conta com cerca de 80 estandes que representam aproximadamente 350 marcas nacionais e internacionais, ditando as tendências para as próximas estações.

 

O presidente Assorep-MT, Rodrigo Pereira, ressaltou que, apesar de jovem, o evento se tornou o maior do Centro-Oeste, sendo o mais amplo e abrangente em termos de marcas na região. Segundo ele, a Femoda é o maior exemplo da pujança do setor no estado, sendo responsável por boa parte do volume de negócios realizados pelo comércio de calçados, confecções e acessórios em Mato Grosso. As previsões, calculou ele, são de algo em torno de R$ 20 milhões comercializados nos três dias de feira. Somente para sua realização forma movimentados R$ 400 mil, acrescentou.

 

Isto porque a Femoda foi formatada para fomentar negócios facilitando o contato entre o representante comercial e o lojista. Além de otimizar o tempo, podendo ser atendido por várias empresas dentro de um mesmo espaço, o lojista tem inúmeras outras vantagens, salientou. “O comerciante encontra descontos, prazos diferenciados, atendimento personalizado, conforto. Ele vai poder dar mais atenção para a compra, sem contar que tem área de alimentação, playground para as crianças, estacionamento seguro e uma equipe para direcioná-lo”, exemplifica.

Os representantes elogiam o formato. Antonio Evaristo, que está há 51 anos no ramo, percorre as estradas de Goiás e Mato Grosso desde muito jovem e considera que a Femoda representa uma grande evolução. Lembra que as viagens eram feitas de ônibus ou Kombi, levando malas pesadas de roupas e sapatos, as estradas eram muito ruins e gastava-se muito tempo para deslocamento de uma cidade a outra.

 

“Viajava de Kombi porque tinha que vender, entregar e já receber. Não tinha transportadora. Às vezes dormia dentro dela e tomava banho nos postos. A Femoda em relação àquela época é muito diferente, porque o cliente vem até a gente e aqui ele vê muito mais produtos. Une o útil ao agradável”, enalteceu. Presente desde o início da feira, ele garante que enquanto puder vai participar. “Desde a primeira feira nós apostamos e fazemos questão de participar. Cada ano que passa está crescendo mais, as vendas aumentam, os clientes estão participando mais e prestigiando a gente”, comemorou.

 

Diante do tamanho e da importância que a Femoda tomou, o presidente do Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Mato Grosso (Core-MT), José Pereira Filho, aproveitou a oportunidade para cobrar mais atenção do poder público para o setor. “Movimentamos o comércio no estado de Mato Grosso, movimentamos a economia do país, geramos impostos para o estado. O governo tem que enxergar com mais dignidade e mais respeito a nossa categoria e saber que somos nós os maiores geradores de riqueza do estado de Mato Grosso”, frisou, lamentando a falta de representantes do Executivo estadual.

 

Para Pereira, a Assorep-MT fez mais um grande trabalho. “Quero parabenizar pelos estandes, está muito mais bonita que no ano passado. Vocês inovaram mais uma vez. A cada ano que passa a Femoda vem surpreendendo o mercado de Mato Grosso. Lojistas, prestigiem a feira, valorizem o trabalho desses representantes comerciais”, conclamou.

 

 

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload